Image Map A Providência: LIVRO: QUEM É VOCÊ, ALASKA?    

LIVRO: QUEM É VOCÊ, ALASKA?


Escritos: John Green
Lançamento: 3 de março de 2005
Gênero: Ficção, adolescente e romance
Editora: Dutton Juvenile
Páginas: 240

Olá, recrutas. Tô meio cansado de começar assim, mas eu nunca vou ficar enjoado. Enfim... Hoje temos uma categoria diferente. Sim. Nós vamos falar sobre a nossa primeira recomendação de livro, e eu decidi escolher um que já ouvi pessoas chamarem de modinha, entediante e irreal. Mas eu tenho que dizer que é um “fucking” livro. Eu estou falando de “Quem é você, Alaska?”. Essa excelente produção de John Green conquistou minha atenção, tanto que me obriguei a lê-la em um dia, pelas diversas cenas conectadas umas pelas outras, ou seja, não adianta você parar em uma parte e recomeçar no outro dia, que não vai mudar nada. Você meio que perde o foco da coisa, mas mesmo assim não deixa de perder quase nada.

Vamos começar apresentando os personagens super icônicos do nosso Amazing Show. Miles Halter, também apelidado de bujão, é um garoto na dele, quieto e que não curte muito ficar na lentidão da vida. Por esse motivo ele decidi ir para um colégio interno chamado Culver Creek, onde lá, acontecerão tramas onde ele vai viver aventuras dramáticas, românticas, divertidas, cômicas e trágicas. É um “pack” recheado. Outro personagem incrível é o Chip Martin, vulgo, Coronel. Esse personagem com uma personalidade forte de liderança, coragem, audácia e comédia, torna a nossa história bastante louca. Ele é aquele personagem indispensável. A linda, engraçada e com o sotaque mais “emoceonante” (você vai entender porque eu coloquei assim”, Lara Buterskaya. O japa mais “crazy”, Takumi Hikohito. E finalmente, a incrível, delicada, sensual, louca e divertida, Alaska Young. A mulher que conquista o coração do Miles.

Esse quinteto acaba gerando a diversão do leitor. Certas horas vocês ficaram felizes, tristes e até com raiva deles. Um exemplo bastante contrastante é quando Miles vai dormir, e acorda com vários caras fazendo uma trollagem ou trote com ele. No entanto não é porque ele é um aluno novo, mas por causa do Coronel. Esse assunto aconteceu bastante antes do Bujão (Miles), chegar a Culver Creek. Um casal de alunos, Marya e Paul, acabaram sendo pegos no mesmo quarto bêbados e tendo relação sexual. Acabaram sendo expulsos, mas o nome da pessoa que os deduraram nunca foi dito. Logo, para o pessoal do colégio interno, dedurar outro aluno, é tipo um pecado. Então você pode fazer o que quiser. Menos isso. Rick, que faz parte dos “Guerreiros da Segunda à Sexta”.  É um tipo de grupo da escola, onde só tem pessoas ricas. Acabou armando esse trote com o Miles, por ele ser colega de quarto do Coronel. 


Outra coisa que fica bastante nítida na história além dos trotes, é o fato dos alunos quererem fazer sexo e fumar o tempo todo. Parece ser um vício mesmo. Alaska comenta muito isso, e Bujão e Coronel acabam fumando o tempo todo. Depois morrem e não sabe o porquê. Eles possuem um lugar secreto na floresta perto da escola, onde fazem isso quando desejam. Caso contrário, eles ligam o chuveiro do quarto e fazem no banheiro, já que o vapor cobre a fumaça. O único que acaba conhecendo esse lugar secreto é o Águia, o supervisor do colégio.

Algo que achei bastante curioso é que todos eles, Miles, Coronel e Alaska, possuem uma mania bem interessante. Isso não é spoiler. Você acha em qualquer sinopse do livro. Miles acaba decorando as últimas falas de pessoas famosas, Coronel decora nome de países, capital e até população e Alaska coleciona livros, em que fica a história da vida dela. Essas manias são bastante comentadas durante o decorrer da trama.

Pode-se perceber isso quando Coronel e Miles estão em um jogo de basquete, e Rick, que faz o trote com Miles, pede trégua, mas que só seria aceita se Bujão não acertasse qual seria as últimas palavras do famoso que Rick escolhesse. Pra falar a verdade ele não sabia. Porém acabou inventando apenas para o trote ocorrer. E eu tenho que anunciar. É um “FUCKING” trote. Eles planejam algo bastante grande mesmo. Tanto que você fica muito surpreso com tudo que acontece e pensa. “Poxa... Eles são bons mesmo”.

Agora vai um pequeno spoilerzinho. Nota-se que como “A Culpa é das Estrelas”, em “Quem é você, Alaska?”, o beijo do personagem principal demora muito para ocorrer. Outra coisa bastante similar entre os dois é a morte de um dos personagens principais, e a emoção sentida.  Então falando em emoção, eu queria fazer uma dura crítica em relação a isso. Elas são bastante fortes, pois a trama é bastante forte. Então desde já, eu quero dizer que se você deseja dar um livro desse a sua filha ou filho de 10 anos, fique sabendo que de certa parte para frente, o livro fala de coisas um pouquinho sexuais, sentimentos tristemente contrastantes e uma morte com um mistério um tanto depressivo em torno.

Então gente, é isso. O livro é bastante recomendado por mim. Eu digo que não é modinha. Em certos momentos o livro fica dramático demais e meio enjoativo, mas nada que você diga, “que merda é essa que eu tô lendo?”. Logo, “Quem é você, Alaska?” realmente faz jus ao seu nome. Ela do início ao fim se torna uma garota enigmática. E esse mistério é um dos motivos que torna a trama complexa e que excita você a ler. Bom, gente. Até a próxima matéria.


POSSÍVEL ELENCO PARA O FILME:


16 comentários:

  1. Preciso tomar vergonha na minha cara e ler esse livro. Tenho ele a algum tempo e até ja empretei para uma amiga (ela porém não gostou da história)
    Gostei da sua resenha (pena não ter pulado a parte do spoiler e descobri algo que não deveria :0
    Vou ler assim que der e postar uma resenha sobre as minhas impressões lá no blog e te aviso pra ler (vamos ver se terei as mesmas impressões )
    Beijo
    www.livricios.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, que pena que ainda não leu. Eu gostei bastante. A sua amiga deve ter tido seus motivos para não ter gostado. Infelizmente, nem sempre algo vai agradar a todos. Foi mal pelo spoiler, hahaha, tava um pouquinho ansioso para dizer isso. Leia sim e poste no seu blog que com certeza eu vou ler. :)

      Excluir
  2. Nunca tive vontade de ler o livro, sei lá porque. Acho que eu não me apego fácil a esses livros que bombam de repente. Gosto de encontrar achados, heuahuea. Um beijão e até mais.

    www.queridaga.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas as vezes, esses livros que causam um grande alvoroço na massa, é porque ele tem algo de especial que chamou a atenção. Por isso sempre tenho um tempinho para eles também.

      Excluir
  3. Oi Neto!
    Eu sou super fã do John Green e "Alasca" é meu livro favorito dele :) Muita gente implica mesmo, mas é maravilhoso, né?
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Mari. Eu não sei porque tanta implicância com os dois. Acho eles incríveis. :)

      Excluir
  4. haha adoro spoilers , não li o livro ainda mas pretendo em bree , parabêns ♥

    www.tamiresdiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, sorry pelo spoiler... Eu sou meio ansioso. Leia sim, vai gostar muito :)

      Excluir
  5. Eu não li esse livro até hoje. Queria ter a vontade de ler mas as pessoas ja falaram tanto dele que meio que perdi a graça hahaha, é estranho mais fazer o que? Acho que só vou ler essa maravilha quando ele ja não for tão mais comentado, apesar de achar que um livro desse não será esquecido, mas ok. Obrigada pela visitinha no meu blog será sempre muito bem vindo por la. Beijos.
    http://sonhosnabolsablog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, manda um cala a boca educado e fica tudo bem. Eu viro meio que uma criança quando alguém comenta fatos de um livro que quero ler perto de mim. Ponho as mãos nos ouvidos e fico cantarolando. Infantil, né?! Hahaha... Eu sempre visitarei seu blog. Ele é incrível.

      Excluir
  6. Legal!! Eu li, só que lá vai: não sei se gostei!! Sério, achei MUITO triste. E apesar de ter amado-de-paixão-mas-muito-mesmo A culpa é das estrelas, esse livro me deixou em dúvida quanto ao gostar. Emprestei pra uma amiga, depois vou debater!! Mas me diga: porque gostou? Pelo mistério? O que te fez gostar? Vamos, me ajude! rs..

    Bjo, bjo!

    www.chadefirulas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabe se gostou? Hum... Vou te dar uma ajuda. Cada livro tem sua magia particular. Esse livro é muito adolescente americano. Mas não é isso que chama a atenção nele. É o fato dos personagens serem audaciosos, divertidos e carismáticos. Cada um tem uma personalidade que cativa o leitor, e isso é ponto pra mim. Tirando a trama que em momento algum chateia, exceto as vezes, quando as emoções transbordam e fica algo meloso demais. Só que o mistério do início do livro e do fim do livro, não permiti que você pare antes de descobrir. Até no final quando você... Epa... Vou parar por aqui. :)

      Excluir
  7. Sempre tive muita vontade de ler esse livro, mas sempre fiquei com um pé atrás por ser o mesmo autor de A Culpa é das Estrelas porque não gostei nem um pouco. Mas com esse post vou me arriscar a comprar!

    ❤ http://andreiavalle.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As únicas igualdades entre os dois livros são as que eu citei na resenha, e te garanto, "Quem é você, Alaska?" é bem melhor que "A culpa é das estrelas". Você vai gostar. Mas como eu também disse. Ele tem pontos negativos também :)

      Excluir
  8. Sou louca pra ler esse livro, sempre fico adiando a compra dele, mas depois dessa resenha fiquei com mais vontade. Ótima resenha, arrasou!
    Um grande beijo!!!

    www.r-nuvens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Neto, terminei um namoro ontem, acho que um livro do John Green não seria o melhor para se ler agora! Hahaha Mas há tempos quero ler esse livro, tem na biblioteca da minha escola e, quando a bad passar, com certeza vou ler! <3

    Beijinhos,

    Jaque
    www.deualoucanaamelia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir